O JEJUM E SEUS ASPECTOS

Decidi repartir com você minha experiencia com o jejum durante esse periodo de consagração que estou buscando em Deus. É um quase jejum big-brother.

Durante os dias que eu permanecer jejuando (pois ainda não decidi quantos são, explicarei isso mais na frente). Estarei repartindo aqui nesse blog cada aspecto e cada experiencia vivida. De modo que, eu não estou jejuando para ser visto pelos homens, como condenou Jesus, mas sim para incentivar voce e a outros com minha experiencia repartindo os beneficios e os desafios do jejum como experiência. Assim como também quero passar lhe dicas de como faze-lo da maneira correta.



IMPORTANTE: Não busco convencer ninguém a jejuar. Jejua quem quer, por decisão própria e assumindo seus próprio riscos e consequências.

Não há uma doutrina para o jejum, mas é bíblico e foi praticado por várias personalidades na bíblia. Portanto não há lei, regras fixas, liturgias corcenentes ao jejuar, porém há uma maneira correta de faze-lo.

Melhor começar dizendo sobre o que não é jejum.

Jejuar não é ficar sem comer, nem é tampouco uma dieta.

Ficar sem comer o dia inteiro esperando ansiosamente o chegar das 6 horas para voltar a comer nunca foi jejum. A principal caracteristica do jejum, ao contrario que a maioria pensa, não e nem um sacrificio nem promessa a a ser paga. Não é como subir uma escadaria imensa de joelhos em sacrificio para pagar uma promessa. O jejum bíblico não é assim.

Não é greve de forme. Algumas crianças mau educadas ficam sem comer para pressionar ou impressionar seu pai afim de ganhar algo em troca. Assim no meio da crentaiada, faz se greve de fome para receber alguma bençao de Deus. Meninice! Deus não pode ser manipulado nem pressionado.

O jejum de Daniel não é jejum. Daniel optou por uma dieta para permanecer puro. Como a comida dos reis pagãos era sacrificada aos idolos Daniel optou por uma dieta vegetariana, ou dieta sem carne pois era da carne do animais sacrificados no altar do deus Marduk que se tirava o bífe e a picanha servidos ao candidatos a eunucos do rei. Não foi um jejum, mas uma dieta forçada. Jejum é a total abstinência de comida, qualquer variação é apenas uma dieta.

Muitos personagens bíblicos jejuaram. Jesus disse que quando o "noivo" que é Ele, fosse tirado, os discípulos jejuariam.

A maior característica do jejum é a auto humilhação, quem jejuava também constantemente se vestia de "pano de saco" (vestimenta rustica e desconfortavel que coçava a pele), e se assentava sobre as cinzas e as espalhavas sobre a cabeça. Uma humilhação publica diante de Deus. Jejuava-se também em sinal de arrependimento.

Entenda que dois sinais de alegria nos tempos antigos era a comida e a roupa. Ninguém comia por comer como fazemos hoje. A comida significava comunhão e alegria, como nos nossos churrascos movidos a picanha. Quem estava alegra se vestia com suas melhores vestes. O jejum é o contrario de tudo isso. Por isso houve da parte de Jesus a repreensão contra os que jejuam e artificialmente disfiguravam seus rostos em tristeza para serem vistos publicamente com homens consagrados.


Hoje quem jejua a Deus se humilha. Por isso quando perguntado por que Seus discípulos não jejuavam, Jesus disse que eles estavam e bodas. Em alegria. "Pode os convidados as festas das bodas jejuar estando o noivo com eles? - Foi a resposta de Jesus. "Quando for porém lhes tirado o noivo jejuarão" acrescentou Jesus. Perceberam o contraste? Noivo presente, Bodas e alegria,  não há jejum - do outro lado - Noivo tirado, tristeza - sim haverá jejum.


Qual então o aspecto espiritual do jejum? Deus sempre busca a um coração quebratando e que se humilha diante dele. Em legítima humilhação quem jejua esta se privando de tudo que lhe alegra, e de comer em arrependimento diante de Deus.


Em que temos que nos arrepender e se humilhar diante de Deus? Se voce é um ser humano, durante 5 minutos de auto-critica voce encontrará centenas de motivos para buscar a Deus com um coração quebrantado.


Existe algum outro aspecto espiritual? O maior impulso do corpo humano é o do desejo de comer. Muito maior que o desejo sexual. Nascemos buscando o que mamar. Portanto submetendo e dominando o maior impulso do seu corpo é de grande poder para o crescimento do dominio próprio e a auto disciplina. Lembre-se é mais dificil jejuar por 24 horas do que resistir aos encantos da mulher de Potifar.


Quem jejua, deve estar orando. Jejuar sem orar é passar fome. Alguém uma vez me disse que jejum é uma constante e intensa oração que te toma todo o tempo, até o tempo de comer.


Amanhã será meu primeiro dia de jejum. Hoje estou me preparando para um jejum de mais de 3 dias. O alimento fica no nosso organismo, nos alimentando até o terceiro dia de jejum ou 72 horas depois que se parou de comer. Dessa forma eu aceito como um jejum total a abstinência total de comida solida por mais de 72 horas. Qualquer outro jejum com menor tempo de abstinência eu chamo de jejum parcial.


Quando alguém, por tempo determinado, retira de seu cardápio diario algum tipo de alimento, com na chamado "jejum de Daniel" eu chamo de propóstio ou voto. Não pode ser jejum se houver ingerência de comida solida. É um propósito para com Deus, um voto que tem seu valor diante de Deus de acordo com o coração de que o faz. Mas não é jejum.


Eu pessoalmente nunca faço votos para com Deus em jejum, nem promessas de que jejuarei por  X dias. Eu sei que sou carne, que vivo num mundo em que meu controle das circunstâncias é parcial ou mínima. Portanto para não entrar em condenação eu evito os votos. Eu jejuo e busco a Deus dentro do que me é permitido na vida. Portanto, se por um motivo maior, ou por fraqueza do corpo eu tiver que deixar de jejuar não estou preso a promessas ou votos. Jejue na liberdade que Deus te dá, não faça do jejum um fardo ou um peso através de votos e promessas. Jejue até quando der, quando não der, ore e entregue se a Deus e o agradeça pela alegria de comer outra vez na presença dEle.