TUDO QUE VOCE DISSER SERÁ USADO CONTRA VOCE

Sei que há bons pastores e não poucos são os líderes evangélicos compromissados com a verdade, mas cabe a eles provarem que são dígnos da honra e respeito. Nesse mundo maligno, e em se tratando de igreja, o ônus da prova cabe a quem alega ser um servo de Deus. 



O evangelho de Jesus se ocupa em nos situar no presente, enquanto nos prepara para o futuro. Ao passado, o perdão da cruz lhe basta. Qualquer doutrina centralizada no passado do membro é característica de seitas e cultos heréticos. Qualquer igreja pode ser Bíblica quanto a sua confissão de fé ao mesmo tempo que é uma seita quanto ao relacionamento dos líderes e seus membros. 

A historia aponta que o número de abusos de lideranças cresceu a partir da popularização do movimento de Discipulado Total que assolou a igreja nos EUA durante a décadas de 70 deixando traumas profundos na comunidade cristã americana eu é até o presente momento aversa até mesmo a menção da palavra “disciple”. Foi o movimento do “Discipulado Total” que cunhou a frase “O líder esta certo mesmo quando ele está errado.” Validados por esse lema absurdo os mais diversos tipos de abusos de liderança, hoje tão comuns na igreja evangelica brasileira, como a subserviencia do membro que permite que o líder decida sobre o que ele deve comprar, onde investir, o que vestir, onde trabalhar, se deve ou não viajar e para onde, com quem deve casar, surgiram. Dentre os mais comuns abusos está aquela ridícula chantagem de "não abençoar" o membro que quer se desligar da igreja também surgiram nesse mesmo movimento.

A técnica de controle pela culpa foi popularizada entre os líderes evangélicos com a chegada do movimento do discipulado total no Brasil. Depois foi disseminada pelos movimentos de Cura Interior e Maldição Hereditaria. Durante as sessões de confissão a vítima é induzida a contar suas dores do passado, frustrações, traumas depois disso o facilitador passa, formal ou informalmente, as informações ao líder, que a guardará para ser usada mais tarde. A informação recolhida afim de ajudar a quebrar as maldições e libertar a pessoa se torna um registro vida do membro que pode ser usado para controla-lo pela culpa. Quanto mais o líder sabe do passado do membro, mais tentado é em usar essa informação para manter sua congregação sob controle.

"Podemos reconhecer cultos e seitas destrutivas através de três critérios básicos. Uma líderança autoritária e absoluta que domina o grupo quem eles querem definir através de um profundo discipulado. A inibição do pensamento crítico e os abusos de ordem emocional, financeira e física." ~ Rick Alam Ross, Cult Expert

Explorar as crises pessoais como relacionamentos quebrados, morte na família, perda de emprego, mudança para novo local, solidão, depressão, estresse e medo são meios usados por certos líderes para obter cooperação irrestrita. Por isso é muito importante “permanacer calado” sobre seu passado dentro da igreja. Jesus que já conhece e sabe todas as coisas, já te perdoou na cruz, o que um mísero mortal, comedor de arroz com feijão, pode fazer mais mais por voce em relação ao seu passado?

Por que a doutrina e a liturgia nos cultos são mantidas, os membros não percebem que estão sendo abusados e não conseguem sair da prisão emocional sem ajuda exterior. Segundo os especialistas da University da California at Berkeley e da American Family Foundation que tratam pessoas vítimas de abusos de liderança em seitas e igrejas a maior evidencia de que o abuso está ocorrendo é a "phobia indoctrination", que acontence quando o membro tem medo de sair do grupo, de questionar a autoridade do líder e a pessoa não consegue visualizar um futuro positivo fora do grupo.

Há uma ironia nesse assunto sobre abusos de lideranças. Os líderes que normalmente proclamam ter a resposta para tudo na vida das pessoas se sentem extremamentes desconfortáveis em responder à perguntas. Basta criticar o líder, deixar de contribuir, desobedecer a uma ordem e até mesmo faltar ao culto e voce será “colocado na linha” através da exposição de sua culpa. Existem varias maneiras de fazer isso, a mais comum é o uso da falsa profecia. O líder chama a vítima que quer controlar, e com microfone na mão começa “Eu Sou o Senhor que estava presente quando (lista de dores aqui) lhe aconteceu!” Lágrimas nos olhos da vítima que está entregue e vulnerável enquano o lider continua “Voce tem sido rebelde, mas eu te dou a chance de (insira a vontade do líder aqui). Amém”. Outras vezes os líderes se aproximam dos familiares da vítima na igreja e levantam a suspeita de que o membro pode ter uma “recaida”, criando um pressão social para que o membro “entre na linha”. A técnica é também usada em conversas diretas onde o líder “joga na cara” da vítima, na presença de outros, o que a vítima tenha feito no passado. Isso são técnicas de controle através da culpa, e só funciona quando o líder sabe de algum “podre” no passado da vítima.

Em 1866 o conceito " Miranda " foi adotado nos EUA depois do julgamento entre Arturo Miranda contra O Supremo Tribunal do Arizona, o advogado de Miranda defendeu na corte que os direitos de Ernesto Arturo Miranda preso por assalto à mão armada, seqüestro e estupro de uma jovem deficiente mental havia sido violado durante a sua prisão pois os policiais não fizeram saber a Miranda sobre seus direitos constitucionais durante a prisão. A Suprema Corte Americana imediatemente criou um texto que deve ser lido no ato de prisão de qualquer acusado nos EUA. A pessoa detida deve, antes de qualquer interrogatório, ser claramente informada de que ela tem o direito de permanecer em silêncio, e que qualquer coisa que a pessoa disser será usada contra ela no tribunal; a pessoa deve ser claramente informada de que ela tem o direito de consultar um advogado e ter um advogado presente durante o seu interrogatório.

Assim naceu a “Miranda Warning” nos EUA. Seria uma boa ideia criar uma “Miranda Cristã” contendo a base da nossa fé no poder de Deus em perdoar nossos pecados passados, que poderia ser mais ou menos assim:

“Cada crente em Jesus Cristo tem o direito de ficar em silencio sobre seu passado pois tudo que ele disser a alguém, que não à Deus, poderá ser usado contra ele e para lhe manipular. Todo crente deve ser informado que tem um advogado nos céus e que seu passado foi de uma só vez e para sempre perdoado na Cruz, por Deus, e em Cristo Jesus.”

Os crentes constantemente pecam em sua ingenuidade lhes é dificil entender que tudo o que “dizem ao ouvido, será proclamado dos eirados”. Havendo necessidade de confissão eu pessoalmente instruo que o crente escolha alguém de outra igreja e em outra cidade se possivel, mas não se permita a ser refém de nenhum líder. Se for um caso de crime, que chame as autoridades competentes.

Versos Bíblicos para memorizar:

"... se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo." 1 João 2
"Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniqüidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar." Miquéias 7:19
Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro. Isaias 43:25 

Que Deus nos dê graça para seguir na fé,

Wesley Moreira