GOEBBELS ESTÁ NAS RUAS



Os cristãos nos Estados Unidos estão sendo vítimas de uma massiva propaganda anticristã 'a la' Joseph Goebbels, o ministro de Hitler, responsável pela propaganda que mudou a opinião pública dos Alemães contra os Judeus resultando na morte de 6 milhões de inocentes.

Minha análise da realidade nos EUA serve de alerta para o que estará ou já está acontecendo com algum nível de progresso, contra a Igreja no Brasil.

Goebbles disse, "A propaganda dever ser facilitada por líderes em posições de prestígio." 

Diferente que no Brasil, os americanos levam muito a sério o que fala seu presidente. Obama calculadamente desrespeitou a igreja e a maioria cristã da população. Não bastasse sua declaração em prol do casamento homosexual, assistir Obama citar as palavras de Jesus para promover o pecado é o mesmo que ver o diabo recitar o salmo 23. Humilhação é a palavra mais acurada para descrever o que os cristãos americanos sentiram naquele dia.

Goebbles disse, "A propaganda deve ser cuidadosamente programada e seu tempo de execução calculado." 

Obama esperou o momento oportuno para declarar seu apoio aberto ao casamento homosexual. O momento escolhido foi na noite de comemorações da vitoria dos cristãos liderados por Billy Grahan no plebicito sobre casamento homosexual na Carolina do Norte mês passado. 

Goebbles disse, "A propaganda deve afetar a ação e crenças do inimigo." 

Obama citou as palavras de Jesus invocando a autoridade das escrituras para tolerancia ao pecado. Em outras palavras, ele fez eco à propaganda homosexual que alega que, se Deus é amor, a igreja deve aceitar, aprovar e reconhecer o homosexualismo como manifestação do amor e não desaprova-lo com um pecado. Esse discurso idiota, paralizou e confundiu a igreja. Os líderes da igreja não sabem responder a esse dilema e temem ser legalistas quando falam a verdade escrita. Recomendo que voce leia meu texto Filhos bastardos do mesmo pecado. A igreja está acuada ideologicamente pelo chamado "evangelho do amor" que é apenas o 'politicamente correto' travestido de teologia.

Goebbles disse, "A propaganda deve manter em alta a moral dos seus aliados. 

Depois água fria jogada contra os ativistas na Carolina do Norte, nada melhor que ter o homem mais poderosos do mundo falando em favor de sua causa. A midia a TV e os meios de comunicação de massa estão enfatizando e incentivando a cultura gay como um estilo de vida a ser desejado. 

Goebbles disse, "A propaganda deve reforçar nos inimigos a ansiedade quanto às consequências das derrotas" 

As ofensas de Obama à igreja americana já vinham de algum tempo, seja ao se recusar a mencionar 'o criador' quando citava a declaração de independencia ou ao sugerir a retirada de Deus da constituição ou quando declarou em discurso aberto que os EUA não são uma nação cristã. O que prova que o politicamente correto só funciona em favor do mundo, nunca em favor dos cristãos. 

Assim tem sido durante a administração de Obama. Igrejas excluidas de se reunir em prédios públicos; alunos sendo suspensos das aulas por sua orarem na escola; diretores de escolas perdendo seus empregos por serem cristãos. Alunos processando escolas para retirada de placas comemorativas que citam versiculos bíblicos; grupos exigindo que ruas, em suas cidades, com nome de santos sejam renomeadas; policiais fechando grupos familiares nas casas; cidades proibindo a comemoração do Natal e pastores sendo presos e proibidos de pregar na rua, entre outras centenas de casos.

Casos de derrotas, juridicos, ideológicos ou morais, de cristãos são levadas à midia americana e expostas ao pais inteiro para o desânimo dos cristãos americanos. 

Goebbles disse, "Material de propaganda do inimigo deve ser utilizado para diminuir o prestígio do inimigo, ou apoiar o objectivo do próprio propagandista." 

Contrário à maioria dos cristãos nos EUA, uma minoria ofendida reagiu mau e exteriorizou a sua frustração com palavras irrefletidas. Pastores e igrejas nos EUA estão sendo monitorados. Qualquer deslize e qualquer frase que afirme que o homosexualismo é pecado, tem sido usada como propaganda para jogar a sociedade contra a Igreja. 

Goebbles disse, "A propaganda deve facilitar o fluir da agressão, especificando alvos certos para o ódio." 

Os pastores Curtis Knapp, Charles Worley que pregaram contra o homosexualismo são pastores de cidades do interior de congregações pequenas e de expressão social mínima. No entanto tiveram suas declarações alçadas ao debate nacional pela midia secular na TV, no rádio e por toda internet. 

Quem da mídia brasileira se importa com que o pastor da Igreja de 60 membros na cidade de Barrolândia, no interior do Tocantins pensa? Aqui nos EUA as igrejas estão sendo vigiadas e seus discursos estão passando pela censura do politicamente correto. Embora sem poder juridico fazer execuções, o linxamento público de pastores pela midia politicamente correta esta intimidando o discurso da Igreja.  

Goebbels disse, "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade." 

No caso dos cristãos, a mentira é ilustrada por casos isolados através de sermões tirados do contexto e frase isoladas. A mentira diz que se a igreja ama o próximo, deve aprovar e reconhecer o homosexualismo como conduta social normal. Deus condenou o homosexualismo, portanto, a igreja não pode fazer nada além de aceitar o que está escrito. 

O alvo dos ativista nessa semana é da igreja Apostolic Truth Tabernacle in Greenburg onde um menino de  4 anos, durante a Escola Bíblica Dominical, cantou uma canção que em uma das estrofes dizia "Homosexuais não vão para o céu" de alguma forma o video foi filmado e postado no youtube e todos os canais de TV dos EUA fizeram um grande barulho sobre o video. A acusação é que a igreja está abusando de menores e ensinando o ódio. 

É Deus quem condena o homosexualismo na Bíblia. Muito em breve, imagino, pessoas que tem relações sexuais com animais poderão também perseguir a igreja por condenar relações com cabritas ou animais de estimação? Onde foi parar aquele sujeito canhoto que queria se casar com sua mão esquerda? Por que foi impedido? Que preconceito é esse contra o direito dos masturbadores compulsivos? 

O clima espiritual nos EUA está volátil, a igreja esta acuada e ofendida, enquando os ímpios no poder, estão distorcendo os ensinos de Jesus sobre o amor para acomodar suas vidas no pecado. A moda agora é dizer que Deus aprova o homosexualismo, nós é que interpretamos a Bíblia incorretamente. 

Duas coisas que me preocupam nesse momento. Dois assuntos carecem de nossa intercessão em oração. Essa nova geração de juizes, políticos, jornalistas e professores serão mais anticristãos que a atual. A igreja evangelica precisa abandonar o discurso fraco e o evangelho dúbio e de meias verdades que busca acomodar e confortar o pecador no pecado ao invés de converte-lo e transforma-lo. 

Todas a profecias estão se cumprindo. A perseguição aos cristãos é uma realidade crescente e não dá sinais de enfraquecimento algum, pelo contrário, está se tornando um movimento popular vindo de cima, dos governos e das faculdades e universidades para o restante da população. Ninguém dever temer, maior o que está em nós do que aquele que está no mundo, e se hoje satanás foi lançado na terra, consolemo-nos de que pouco tempo lhe resta. 

Em breve veremos o céu aberto, e um cavalo branco, e montado nele está Jesus, o Fiel e Verdadeiro que julga a peleja com justiça. (Ap 19:1) Ele é nosso consolo e nEle justiça será feita contra os que odeiam a Deus.

Wesley Moreira