PROFESSORA CONDENADA POR PEDOFILIA CULPA SUA EDUCAÇÃO MUÇULMANA POR CRIMES

Uma professora de 22 anos afirmou que sua estrita infância muçulmana "a reprimiu" e contribuiu para que seus desejos de ter relações sexuais com menores que frequentavam uma escola em New Jersey, onde ela trabalhava, segundo os registros da corte.

Linda Hardan, professora do Manchester Regional High School em Haledon, Nova Jersey, foi presa e acusada de ter relações sexuais com pelo menos dois estudantes do sexo masculino. Seu contato começou com mensagens de texto explícitas e se formou em contato sexual, disse a polícia.

Mas os advogados de defesa de Hardan insistem em que ela é vítima de sua estrita educação muçulmana que serviu para reprimi-la, causando seu comportamento. De acordo com o Daily Mail os advogados dela também pediram terapia para sua cliente em vez de prisão.

Uma das vítimas, de 14 anos disse estar "desapontada" e "chateada" pelo encontro sexual. Hardan começou a enviar mensagens de texto para ele e, eventualmente, seduziu-o para o seu carro, e depois dirigiu o veículo para uma área isolada onde " manteve um ato sexual sobre ele ". O aluno relatou que sentiu tanta repulsa que saltou do carro e caminhou os três quilômetros de volta para casa.

A condenada teria perpetrado atos semelhantes com outros meninos, segundo foi provado no tribunal.

Os promotores negociaram um acordo os advogados de Hardan e ela aceitou uma sentença de cinco anos, que foi apresentada durante a fase de condenação de seu julgamento. Mas o juiz do Tribunal Superior do Condado de Passaic, Miguel De La Carrera, decidiu por uma sentença menor, citando os fatores atenuantes da infância de Hardan. O juiz então a sentenciou a uma pena de três anos.

"Ela tinha colegas e amigos, mas de alguma forma, talvez por causa das limitações em sua, ela não encontrou a saída adequada entre os homens de sua idade", insistiu o juiz durante a condenação. "Ela não aprendeu a interagir com caras de sua idade", acrescentou De La Carrera.

Ainda assim, o juiz se recusou a impor que ela cumpra a sentença até que termine as aulas que ela está tomando em uma faculdade da comunidade local.

Hardan será elegível para liberdade condicional, por bom comportamento, em um ano.

Warner Todd Huston do Breitbart News
Tradução de Wesley Moreira