O PLANO DO ANTICRISTO PARA O RENASCIMENTO DO GLOBALISMO

O fundamental fracasso da versão globalista do socialismo é agora evidente. Brexit, a vitória de Trump e outras mais. Mas em seu lugar vem a solução mais simples: um retorno ao Estado nacionalista e a várias formas de nacionalismo.

Isso significa que voltaremos - mutatis mutante - para o início do século XX. O realismo do mercantilismo e protecionismo na economia é quase garantido e se tornará logo a ideologia do centro político (com algum atraso necessário para remover os últimos esquerdistas do poder). 

Bem-vindo a uma nova era de nacionalismo. A segunda teoria política (comunismo) é tão desacreditada pela história do século XX que dificilmente poderia representar-se como uma alternativa, mesmo quando está profundamente impregnada pelo vírus socialista-liberal. Agora não há mais comunismo limpo, apenas um liberalismo político muito à esquerda na forma de anarquismo e trotskismo apoiado por ultras esquerdistas como George Soros. 

Mas o nacionalismo estava relativamente esquecido. Sua demonização excessiva pelos "antifascistas" o fez perder seu significado. Donald Trump desmantelou o termo totalmente, logo a palavra "fascista" significará apenas a obscenidade política e perderá seu sentido completamente, e a essência do nacionalismo, não o nome, voltará e será estabelecida em todos os lugares, como alternativa simplista à hegemonia de esquerda, que está caindo diante dos nossos olhos.

Mas nós queremos esse problema? Certamente não nós. Primeiro, o nacionalismo - é um produto da Modernidade. Exatamente como o resto da teoria política da Modernidade, o socialismo e o comunismo, baseiam-se na negação do espírito da Idade Média e na recusa das tradições e de Cristo. É burguês em suas raízes e em sua essência. O nacionalismo pode ser um pouco melhor do que o socialismo e o comunismo (que explicitamente destroem a identidade do povo e da religião), mas o nacionalismo está infectado com os mesmos venenos: secularismo, racionalismo e ateísmo. É outra versão da Desintoxicação do Ocidente (Occidentosis), segundo o filósofo Ahmad Fardid.

Em segundo lugar, o nacionalismo irá reviver inevitavelmente os conflitos latentes entre nações, povos e religiões, agravá-los e leva-las à guerra. Os globalistas esperam por isso e se prepararam secretamente (como seu plano B). Esperam sobreviver a outra guerra civil na Europa, e então voltarão com vigor renovado e sua demagogia "pacifista". E, tendo derramado um oceano de sangue, os povos os colocarão de novo no poder, e de lá, estarão a um pequeno passo para o seu desejado Governo Mundial. Tal plano jaz no cérebro do Anticristo.

Portanto, temos que usar o colapso dos socialistas para nossos fins próprios e não devemos cair na armadilha do nacionalismo. Dar ouvidos ao lixo comunista é inútil. Por isso, é necessário se concentrar na Quarta Teoria Política. Baseia-se na compreensão existencial do povo como um todo, Dasein (Dasein é o termo principal na filosofia existencialista de Martin Heidegg), mas ascende ao Logos, à elite intelectual do Quarto Caminho. E esta elite do Quarto Caminho não pode ser nacionalista, deve ser tradicionalista, metafísica e sagrada. E precisa compreender os Daseins de todos os povos levar em conta o seu núcleo, entender seu Logos, ouvir a voz tranquila escondida nas profundezas do Ser das pessoas.

Esta elite do Quarto Caminho entrará em colisão com demagogos e "líderes" histéricos, que em uma onda do novo nacionalismo inevitavelmente tomará a frente como a espuma fermentada na crista da onda do mar. E a batalha começa agora. Seria melhor que o monstro neonacionalista fosse estrangulado no berço. Mas está prestes a surgir.

"O socialismo americano precisa ser destruido."

Portanto, agora, após o grande sucesso de Trump que faz relevante como nunca antes o plano geral para conservadores e tradicionalistas fundamentais em todo o mundo, ou pelo menos da América, Europa, Rússia, Irã, Turquia e o resto da Eurásia (e os outros que se juntarão a nós). Precisamos de uma frente comum destinada não só para deter o resto dos esquerdistas (terminar de drenar o pântano socialista é tarefa técnica agora), mas também para prevenir e neutralizar o neonacionalismo.

Precisamos retornar ao Ser, ao Logos, à Ontologia Fundamental (de Heidegger), ao Sagrado, à religião e às instituições da sociedade tradicional (hierarquia, culto, dominação do espírito sobre a matéria e assim por diante). Todo conteúdo da Modernidade é Satanismo em degeneração. Nada vale a pena, tudo deve ser limpo. A Modernidade está absolutamente errada: ciência, valores, filosofia, artes, sociedade, modos, padrões, "verdades", compreensão do Ser, do tempo e do espaço. Tudo está morto com a Modernidade. Portanto, deve sem removidos. Vamos acabar com tudo isso.

Na mitologia grega as palavras de Apolo para a serpente derrotada Python (Πύθων) foram "Você deve apodrecer!" (Πύθω!) O mesmo se pode dizer a Hillary Clinton e à burocracia europeia. Vocês devem apodrecer!

Por Aleksandr Gelyevich Dugin, cientista político Russo.