ATEUS AMEAÇAM CANCELAR SHOW DE MICHAEL W SMITH


O cantor cristão, Michael W. Smith, denunciou que está sendo ameaçado por um ateu de Utah, que quer cancelar seu concerto musical na cidade de Draper. 


Smith disse ao The Christian Post que achou a ameaça de processo juridico contra a Câmara Municipal da Cidade Draper por causa de seu Show Musical "absurda" e "a coisa mais ridícula que eu já ouvi" disse.

"Eu realmente não tenho uma opinião sobre a pessoa pois eu nunca o conheci, mas eu acho que a idéia de um concerto musical ser cancelado porque uma pessoa faz ameaças de ação judicial é um absurdo", disse Smith.

Smith vai realizar o concerto "Wonder, Worship and Glory" no Anfiteatro Municipal da cidade na terça-feira, 24 de Julho. O teatro foi construido pela prefeitura para a realização de apresentações culturais, é e normalmente alugado para shows de musica e outros eventos diversos, porém é a primeira vez que cristãos são discriminados por usarem o local.

De acordo com o canal Fox 13, o Conselho Municipal de Draper anunciou o evento na cidade como costuma anunciar qualquer outro evento que acontece no teatro da cidade. As despesas e depositos para o show de Michael W. Smith foram pagos pelas de vendas de ingressos.

Mesmo assim, Todd Ouzts, à esquerda na imagem acima, um residente de Draper orientado por organizações ateistas, exige que a cidade reconsidere a realização do evento por motivos laicistas.

A Ong ateista e laicista, Freedom From Religion Foundation, enviou também uma carta à prefeitura exigindo o cancelamento do Show.  Freedom From Religion Foundation é composta de "ateus, agnósticos e cépticos", de acordo com seu website.

O procurador Andrew Seidel, membro da Freedom From Religion Foundation,  pede "uma resposta por escrito sobre cada passo que a prefeitura está tomando afim de garantir que o 'laicismo' constitucional está sendo seguido." A carta também exige que a Prefeitura deixe de "hospedar eventos religiosos no futuro."

Todd Walker, vereador de Draper, disse à mídia local que a cidade não está promovendo o evento por motivos religiosos, mas por motivos comerciais como faz com todos os eventos culturais, cristãos ou não, realizados no teatro municipal.

"Nós não estamos buscando a promoção de religião. É apenas um show musical", disse Walker em um comunicado publicado pela Fox 13. "Nós fizemos tudo da maneira que precisa ser feito e por isso vamos realizar o show. Milhares de pessoas da cidade estão contando com isso. Pessoas que compraram ingressos, sabem que será uma grande performance musical."

Maridene Hancock, especialista em relações públicas da cidade de Draper, disse que o envolvimento da Camara municipal da cidade com o show não é tão significativo como acusa o ateu Ouzts.

"A cidade está alugando o Anfiteatro Draper. Nenhuma outra conexão existe", disse Hancock, acrescentando que "a cidade aluga as mesmas instalações para todos os tipos de grupos."

Derek Spirk, da organização da turnê de Michael W. Smith, disse que o musical "Wonder, Worship and Glory" já esteve em mais de sete países e em todo os Estados Unidos este ano.

Falta laicismo aos laicistas. Os ateus dedicam mais tempo e dinheiro à Deus que muitos cristãos, mesmo que para combate-lo. O ridiculo tentar compreender que o único proposito de um grupo que alega não crer em Deus é gastar tempo e dinheiro para combater aquilo que eles dizem não existir.

Ateus que se dedicam à militancia e ao ativismo para combater a Deus, provam com seus atos que creêm intuitivamente na existencia daquilo que eles negam racionalmente. Pois se algo não existe, por que então combate-lo? Mas se existe o combate, o objeto do combate também existe.

Wesley Moreira