MORRE PASTOR MANIPULADOR DE SERPENTES PICADO EM CULTO


Pastor da Igreja de Cristo na cidade de Jolo na Virginia, pagou o preço por sua fé, ou seria pela sua falta de fé?

Seja como for, Randy Wolford, vulgo "pastor Mack" (fotos) era um apologista da teologia de que a manipulação de serpentes é um sinal que segue os que crêem em Jesus.  Pastro Mack morreu depois de ser mordido por uma cascavel durante um culto.

Cada fim de semana do Dia do Trabalho, a igreja recebia manipuladores de serpentes que acreditam que é um dos mandamentos da Bíblia que os verdadeiros cristãos "pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum". Wolford ensinava: "Qualquer um pode faze-lo se crêr.

Ao ser mordido pela cascavel o pastor segundo a liturgia só poderia receber cuidados médicos se pedisse, ninguém mais poderia chamar a ambulância. O pastor esperou o termino do culto e foi para a casa de sua mãe. Ali, segundo relato de testemunhas na casa, ele se contorcia de dor e sofrimento no sofá. Sua mãe permanecia ao lado, no seu olhar a mistura de perplexidade e dor, mas consolando-se na aceitação de que era assim que seu filho mais velho, uma lenda local e entre as igrejas de manipuladores de serpentes, deveria morrer. 

Um dos membros da familia chamou a ambulância quando Mack  finalmente permitiu, mas já era tarde de mais. Mack Wolford morreu domingo a noite, aos 44 anos de idade.
A Manipulação de serpentes por pregadores seria uma prática de fé que eu gostaria de ver ser implantada nas liturgias da igrejas de cada falso profeta. O que resolveria muitos problemas de heresias na igreja de hoje. Brincadeiras à parte, voltemos ao assunto.
O que deu errado dessa vez? É a pergunta feita ao Signs Following Faith, grupo a que Mark pertencia, que segue práticas como manipulação de serpentes e ingestão de venenos, como Mack também alegou ter feito bebendo estricnina no mesmo culto de domingo, como demonstação de fé.

Como pessoas podem ser tolas o suficiente para interpretar Marcos 16: 17-18 tão literalmente: a ponto de ingerir veneno, e lidar com cobras venenosas. Além disso não seria compreensível que eles procurassem assistência médica e tratamento quando picados?

Atos de fé, para bem ou para mau, trazem mudanças. Paulo náufrago da ilha de Malta saiu da condição de injusto condenado pelo destino, aos olhos dos nativos, para a condição de enviado de Deus por que 'involutariamente' foi picado por uma serpente e não sofreu mau algum. Doutra sorte, Mark Wolford que voluntariamente se colocou em risco de vida por varias vezes, caiu aos olhos dos moradores locais, de homem de fé para a condição de tolo fanático.

Pastor Marck não cobrava por sua exibição anual, não abusava de seu povo, não pregava heresias. Ele era somente um bom pastor do interior, homem de familia que tinha bom testemunho na cidade. Mas que por tentar a Deus,  pagou o preço.

Ainda que eu acredite que "tentar a Deus" pegando em serpentes ou se atirando do pináculo do templo, como o diabo sugeriu a Jesus que fizesse, seja suícidio. Ver nesses últimos dias alguém morrer pela fé na veracidade das escrituras, me dá algum ânimo. 

Precisaremos de fé assim, não para tentar a Deus, mas para ser fiel a ele diante do desafios que virão sobre a igreja. Quando estes vierem, todos nos precisaremos da fé de um manipulador de serpentes para permanecer firmes.

Jesus disse que em breve "haverá então uma tribulação tão grande, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. E se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias." (Mateus 24:21)

Wesley Moreira