JUIZ MANDA RETIRAR 10 MANDAMENTOS DE ESCOLA

A diretoria da escola Narrows High School cedeu ao pedido do juiz na retirada de dos livros e material que continham os dos Dez Mandamentos da escola pública.


Um estudante, que permanece anônimo para evitar retaliações, apadrinhado financeiramente por grupos ateistas, processou a Giles County School Board no crime de "exposição dos Dez Mandamentos", alegando que a exposição dos mesmos nos panfletos escolares violam a constituição por endossar uma religião particular.

A diretoria porém alega que o material que contém os Dez mandamentos são livros de historia antiga que juntamente com outros documentos, como a Carta Magma Britanica de 1215, fazem parte do material de historia antiga da escola. Alguns dos panfletos que convidavam alunos para o evento de historia faziam referencia aos 10 mandamentos e outros panfletos faziam referencia à outros conteúdos de historia.

O Giles County School Board, conselho da escola aprovou por unanimidade nessa quinta-feira, seguindo as ordens do juiz, a retirada das páginas dos livro e material de história que mencionem os 10 Mandamentos. "Esperemos que isso seja aceitável por todos", disse Steve Crampton, conselheiro geral da Liberty Counsel, que representou a diretoria da escola no tribunal.

Longe de ser um estatuto de uma religião os Dez Mandamentos são a base para a ordem social. Não há futuro algum em uma sociedade em que princípos básicos como "não matarás, não roubarás, não dirás mentiras ou não adulterarás, ofendem uma minoria que tem poder esmagador sobre a maioria. Esse é o poder maligno do Politicamente Correto. 

Se hoje retiram a Bíblia das paredes das escolas, terminarão retirando também os cristãos da escolas. Como sabiamente observou Heinrich Heine em 1834, "Onde se queimam livros, eles acabarão por queimar também pessoas."

A noticia acima faz a dobradinha do final de semana com: 


Wesley Moreira