MENINO FOI PROIBIDO PELA ESCOLA DE CONVIDAR COLEGUINHAS DE CLASSE PARA O CULTO

Um aluno da terceira série da Escola Hillcrest Elementary School, em Hillcrest no Texas foi proibido de convidar seus coleguinhas para um evento na igreja.

Foi dito aos pais do aluno que ele não poderia convidar seus coleguinhas de classe mesmo que os convites estavam de acordo com as exigências da escola.

Alliance Defense Fund (ADF) instituição sem fins lucrativos que busca proteger os direitos de fé e religião através do seu advogado Jeremy Tedesco diz que o menino queria apenas convidar alguns poucos colegas da sua classe para uma programação infantil na Igreja. Mas a ele foi dito pela professora que ele teria de convidar a todos para que ninguém se sentisse excluído.

Então no dia seguinte ele levou alguns convites, o que provocou tumulto no distrito escolar que exige do aluno uma avaliação prévia para entregar mais de dez folhas de literatura na escola. Mas quando ele foi pedir a aprovação prévia, a resposta foi 'não'." Tudo foi arquitetado tanto para impedir que ele convidasse somente os coleguinhas ou a classe inteira.

Jeremy Tedesco acredita que a razão de que incidentes como esse que estão acontecendo em todo o país, é porque os funcionários das escolas públicas americanas, pressionados pelo governo Obama, estão com medo que alguns pais se queixem de que seus filhos recebem literatura com conteúdo cristão. Enquanto isso, convites para festas de aniversário, bailes, shows são permitidos e até incentivados. 

"Constitucionalmente falando ninguém pode dizer 'não' ao discurso religioso", afirma o advogado. "Isso é chamado de Veto Heckler. Você não pode restringir o discurso de alguém simplesmente porque você não gosta do conteúdo do discurso." 

ADF entrou com uma ação contra a Escola pedindo que o menino seja permitido de entregar os convites da mesma forma que os estudantes distribuem material não religioso. A ADF também pede que a política discriminatória anticristã seja retirada da escola. 

A identidade da criança permanece em segredo para evitar contra-ataques de anti-cristãos contra a familia. 

Me admira que ainda há pessoas que duvidem que estamos vivendo dias de perseguição. Casos como esses, segundo o ADF, não são isolados mas se tornam comum a cada dia. A maioria dos pais preferem se submeter à discriminação em silencio para evitar mais problemas. Nem todos sabem dos  seus direitos, não possuem dinheiro ou coragem para lutar legalmente contra o estado em seus abusos autoritários. 

Entremos em oração pelos cristãos no mundo inteiro. O fato de haver falsos profetas dentro da igreja e anti-cristos fora, tornam impossível que não estejamos sofrendo as perseguições do últimos dias. Ninguém pense que os anti-cristos virão a nós com uma camisa estampada com os dizeres "eu sou anti-cristo". A bíblia revela que eles já estão entre nós, na igreja, na escola, no trabalho, enfim, na sociedade. São sutis e nos perseguirão em nome da ordem, da igualdade e da tolerância. 

A única saida para não ser perseguido é negar ao Cristo da Bíblia e seus mandamentos. Não tema em permanecer fiel. Pois está escrito que "... logo depois da tribulação daqueles dias, aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." 

Segundo o evangelho de Jesus 'quem chora primeiro mas ri por último é bem aventurado'. 

Wesley Moreira